Difícil é não aparecer

Por vezes é difícil o alinhamento

Mais fácil é protagonizar. Pular para a boca de cena e estar sob os spots brilhantes. Mais fácil é falar como matracatrica na reunião, no webinar, na apresentação. Emendar a frase sem pontuação e sem a "deixa" para um aparte, um contradito, uma discordância. O despreparo ou mesmo o excesso de prévias acaba por criar uma pressão invisível e eis que a tagarelice assume o lugar. Digressões são banidas da "peça" e o power-point é o rei! Perguntas off-topic ao final, se é que dará tempo, já que o tema principal foi elaborado considerando o exíguo tempo de debate e reflexão. A moderação é atropelada, quando existe e, sem graça, acaba cedendo às estocadas ou mesmo insinuações de que haverá comprometimento caso não retomado o pace. Por vezes é difícil o alinhamento entre o que é para transmitir, informar, promover e o que é esperado. A percepção é que algo está fora de lugar sem que haja vocalização. Existirá um conceito de oportunidade, de acerto, de inserção distribuído por aí, em algum canto dos sapiens? Ao que parece, tem gente que tem.
DILMA BALBI

Post do dia 21/7/2020

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.