Todos podemos ser ridículos

foto colorida com silhuetas conta o entardecer de dançarinas de hua hula

#bemestar #detox

É só limpar a mente
da bobajada que assola
o lado debaixo dos cabelos ali,
naquela região cheia de
“massa” e aproveita o ridículo.

Faz uma faxina, por instantes,
do que impede de
dar uma descansada
da rotina insana que
muitas vezes nos dobra

em muitas rugas, muitas
pregas… que vão escondendo
sorrisos, sonhos, gentileza,
sanidade, disposição…
Fica tudo camuflado por lá.

Como uma intoxicação, que
toma uma espaço enorme
dos dias, se arrastando pelas
noite, e, mesmo,
pelas madrugas.

Um detox das rixas, das
disputas tolas, do excesso
de notícias que a nada conduzem…
dos muitos cafonas que cruzam
nosso caminho. Let it go!

frase com fundo preto e letras cinzas

Levanta a bund@ da cadeira,
sacode o quadril,
eleva os braços pros lados…
faz de conta que tem música
e dá uma dançadinha “hula-hula”

Sim, todos podemos ser ridículos

FGTS consulte o saldo e muito mais

 

Onde consultar o saldo do FGTS

 

Matéria de capa

Pautado por tanto assunto controverso

eis que, há fortes indícios, será possível

sacar parte do saldo do FGTS, volume de

recursos “retido” desde os anos 60/70.

Mas não se desespere

Não faça desatinos

Consulta no site da caixa

e com toda a paciência,

que seus anos de treino

para monge ou equivalente,

lhe conferiram, você…

terá a informação.

Resista aos quadradinhos…

Consulta ao saldo fgts

 

 

 

 

Falacia do planejamento

Em 10 minutos

chego no trabalho;

em 10 dias entrego

a apresentação,

em 5 minutos eu lancho

 

Em meia hora

escolho o look

em 40 minutos

faço academia

em 2 min? o insta!

 

E nada disso

ocorre no tempo

que se estima

via de regra,

consomem mais

 

De nada adianta

insistir mas é o

que acontece e

o stress vai

subindo, subindo

 

Atrasos, dilatação

de prazos, entregas

a meia boca, conflitos

sensação de frustração

e de abatimento

 

Dá para ser diferente

se conseguir romper

com esta armadilha

de supervalorizar

o poder que tem

 

Pensa aí

direitinho

como de fato

tudo acontece

que vai ajudar

 

Já ouviu falar de folga?

De uma previsão

pequena para os

imprevistos sempre

previsíveis?

 

A falácia do planejamento

na sua majestosa forma

de conceder poder à

quem de fato, só tem

a si mesmo… oh dó!

Falácia do planejamento

Noblesse oblige sabe o que é?

Nascido em bom

berço, com chances

especiais de mamar

quando queria e poucos

mosquitos ao redor.

Cresceu em boas cenas,

família inteira, até avós!

Estudou direitinho e

dos dentes tratava sempre

com hora marcada.

Namorou no quadrilátero

do bairro, dentro do zoneamento

previsto no código urbano

das casas e prédios parecidos

e asfalto em todas as ruas.

Decidiu profissão com chances de

pesquisa, conversas, visitas e

até experimentação. Aproveitou

outros conhecimentos que sempre

estiveram disponíveis por ali.

Ao redor, todos falavam bem e sabiam

se expressar, pensar, se vestir e portar

em ambientes limpos, cheirando lavanda,

com água e esgoto tratados adequadamente;

Desde pequenino lavava sempre as mãos.

Tudo isto constituiu uma vantagem

e é sabido pelos que moram nas vilas

tidos mesmo como vilões e que

tentam esconder suas unhas sujas

e ramelas fartas.

Esperado, portanto, seria uma dose

de sacrifícios, de abdicação de privilégios

pelo tanto que receberam na largada

sem esforço? Um ceder a preferência

aos demais, não participantes da sua própria classe?

Um instante de reflexão: teriam visto

em alguma corte, sociedade ou época antiga

ou ainda que próxima, dito comportamento

que respaldasse tal crença?

Teriam visto?

Seria esta obrigação mais uma

das lendas, fábulas, cochichos

transmitidos de boca para ouvidos

que ninguém comprova e fica

mesmo assim na história?