Muito barulho… pouco argumento

  • Do nada, no meio

Da conversa

Um lado subiu

O tom e fechou

O peito

  • Cruzou os braços

Apertou mais o cenho e

inclinou o tronco para frente,

na direção

Do outro

  • O outro

para não perder o páreo

logo na largada subiu mais ainda

para

suplantar

  • E num instante

uma discussão ferrenha,

acirrada onde cada lado

era surdo

fora-de-si

  • Cada argumento

não era ouvido

nem pelos demais

o que se ouvia

eram os

grunhidos

  • E depois de socos

sobre a mesa o que

começou sai

porta a fora

com a blusa suada

  • O outro

saiu depois de

uns instantes e

era facil perceber seu cabelo

e seu aspecto confuso

  • Ninguém entendeu

o motivo de tanto barulho e rancor…

foram saindo,

calados e o clima azedou

Foto distorcida de mulher em fundo branco, com capuz, balançando freneticamente a cabeça

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.