No seu tempo

Nada nos parece mais

interessante do que

o tempo em que se

vive. O que passou

é um coitado e o futuro?

 

quem vai saber…

É com desprezo que

se olha para as épocas

em que as tecnologias

eram distintas.

 

Faltava isso e aquilo

e tudo parece, de hoje,

mais complicado, menos

divertido e mais penoso.

Temos dó dos antigos

 

Há, no entanto, quem

atravesse esses umbrais,

percorrendo uma ponte

passado-presente que

quase é tangível.

 

Seres que dialogam com

a gente, por suas obras,

ideias, ações que se deslocam

com graça e atitude, provocando

afeição ou repulsa. Afetam!

 

Driblando os grilhões das

divindades tempo-espaço,

podem contribuir para

que se possa, neste momento,

também romper tais amarras

 

https://www.artsy.net/article/artsy-editorial-botticellis-birth-venus-challenged-depictions-nude-art

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.