Sempre feliz!

Temos cá a ideia, ou tal

se propagou, que tudo o

que se quer é ser feliz

todo o tempo e neste

instante… a.g.o.r.a!

Criada uma precisão

de a todo momento

dar certo, ter vitórias,

acertos, assertividade,

produzir em larga medida.

E quando não se

atinge, não se alcança,

por um motivo ou por

outro, lidar com esta

questão?ficou difícil

Produzir mais, ocupar

mais, se enrolar mais,

encher a agenda, o tablet,

o smartphone, o app,

encher tudo para não ver

Tudo o que falta para

que um substantivo

idealizado a cada tela,

a cada estímulo, possa

favorecer a felicidade

Ter o dever, a virtude

e a posição no universo de

ser saciado, atendido,

prestigiado e reconhecido

e se assim não é, desço pro play?

Um emprego que não foi

o sonhado, uma vocação que

nunca soube qual, viagens

não feitas e o cabelão que

insiste em seus bad-days? vixe!

 

Tantos requisitos para

o projeto, tantas vertentes,

tanto o que atender que

fica para o próximo mês,

ou encarnação, ou para qdo?

Procurar obter mais recursos

mais competências, saberes,

conchavos, cochichos, mais

regime, menos calvície, mais

salto e menos pé-no-chão…

Talvez nem passe no

radar a chance comezinha

de mesmo com tudo a meia boca,

com tudo meio desarranjado,

ainda poder ter o luxo de dar risada...

 

Um comentário em “Sempre feliz!”

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.