Delícia!

foto do outdoor da loja delidelicia afixado na parede oposta a da entrada da banca de jornal que fica em frente ao estabelecimento
  • Veja só a situação:

Um empreendimento comercial

Voltado para o consumo de alimentos

Localizado num ponto nobre

Da cidade maravilhosa (é assim que a conhecem)

Para isto muitos planos, contratações, projetos

Mega investimento

E…. no meio do caminho

Não tinha uma pedra

Tinha uma banca de jornais e revistas!

Vai lá.. oferece ao dono para trocar de lugar

Poxa quem passa do outro lado não vai ver nada

Vai perder clientes

Vai lá….

Um $$ bacana e tudo certo

Tudo?

SQN (só que não)

O danado do moço (sei lá se é moço…mas isso não muda o curso da prosa)

Nem levantou o olho do balcão da banca e disse

“Tenho interesse não”

E agora José? Ou Maria..ou Eurásia?

Uma idéia !

É o que nos salva

É o que nos move

É o que nos faz um cadinho mais SAPIENS

do que o resto da fauna

O texto do out-door  é

“quem procura uma comida gostosa sabe o que se esconde por trás dessa banca”

foto do outdoor da loja delidelicia afixado na parede oposta a da entrada da banca de jornal que fica em frente ao estabelecimentoPost scriptum: O “fora-de-foco” é intencional …

Cem ou sem livros?

livros

Sedução de tempos antigos

conexão com quase todos os

sentidos, livros se relacionam

conosco de forma íntima e

repleta de simbologia

Há os que os odeiam

A eles parece muito aborrecido

ficar assim de olhos fixos, trocando

páginas, por horas e horas

com tantas outras opções divertidas

Há os indiferentes,

aqueles que tanto faz o tema de

livros. De fato, só na escola,

por obrigação, folhearam alguns

e fizeram ou “pegaram” um resumo.

Há os que sonham

com sua posse, apenas para

perfilados exibirem um conhecimento

que não foi adquirido, experimentado,

basta a eles vê-los na estante preto piano.

Há os que os escrevem

por vazão inexplicável, ou cheia de sentido.

Os que se compreendem e compreendem

os que os cercam partindo da escrita.

Ou os que são tomados pelos personagens.

Há os que compulsivamente

acabam um e começam outro,

ou até mesmo fazendo leitura

simultânea de vários, de assuntos

distintos, para economizar a vida.

Há também os que evitam

que um livro acabe. Que ficam

tristes quando se aproximam do

final, já sentindo a falta daquela

parceria tão especial.

Há os que seguem listas

recomendadas e a leitura

se dá nesta ordem premeditada

sem espaço para improviso ou

devaneio. Gente organizada!

De toda sorte, de vário modos,

livros em meio papel ou digital,

livros luxuosos ou em folhetins

estão presentes na jornada nossa

e arrepia a possibilidade de sua extinção.

 

  1. Lista no Nytimes para livros “must read” em 2018
  2. Trailler oficial do seriado Fahrenheit 451 – mundo sem livros