Um exibido só seu!

Sabe tudo, o exibido

Conhece dos assuntos

e opina sem se avexar.

Vai de um tema pra outro

em céu, sem tormenta.

Conhece a Europa

sabe de vinhos, de carnes,

sabe de cafés e cremes;

conhece também os

mais finos doces.

De moda, também

sabe: dos diferentes

looks numa pegada

étnica ou boho ou dos

saltos do Christian Louboutin

Saltos, esgrima, badminton

praticou cada um, saca bem

das regras e manhas para

se dar bem. Maratonas na

Argentina e USA? também.

Poesia e prosa, claro

que é fera! Cita autores

livros, trechos de cor

sem saltear, indo do

Guimarães ao MC da vez.

Música então é

covardia do tanto que

conhece: rondó veneziano,

allegro e minuetos fazem

parte da ópera diária.

Tipo que estufa o

peito, exibindo o externo

proeminente que só.

Ombros para trás e

escápulas unidas.

Talvez encontre

em alguma esquina

um parente, um igual

que lhe faça graça ou

raiva. Por aqui, encheu!

As rodas já se abrem

com sua chegada e, aos

poucos, todos vão saindo.

Os conhecidos não

aguentam mais o pavoneio.

De monólogo e causos

contados em minúcias,

o exibido vai falando,

sem se dar conta que

paredes não conversam.

Talvez lhe agrade e

lhe faça sair do palco

e das luzes uma cutucada

um pisão no pé, um caô

bem mandado na lata.

Diz aí, agora e sem

muito enrolar que o

papo é reto. Responde

sem gaguejar

Qual é a cor da neve?

 

Neve branquinha? SQN

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.